quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Presos ao cais

  
     Por que será que, apesar de termos tudo para fazer uma extraordinária viagem, permanecemos parados? Temos o barco, o roteiro foi traçado, os alimentos estocados, temos a bússola, temos água, temos gás. O vento sopra como quem diz: "Vá simbora"! Mas deixamos que se passem as horas, os dias, meses ou mais... O imenso mar nos fascina, mas insistimos em acreditar que a nosso sina é permanecermos presos, amedrontados e ancorados ao cais.

Ester Xavier


3 comentários:

  1. Eu concordo com vc, o medo nos impede de viver livres!!! Muito lindo seu texto, amei!!!

    ResponderExcluir
  2. Eu concordo com vc, o medo nos impede de viver livres!!! Muito lindo seu texto, amei!!!

    ResponderExcluir
  3. Pois é... mas a gente vai aprendendo a lidar com nossos grilos, né? Que bom que gostou, Ari! Bjo.

    ResponderExcluir